Equipamento de extração de criptomoedas e consumo de energia: custos de extração

A exploração mineira de criptomoedas, como qualquer outra atividade industrial, requer um investimento significativo antes do início da exploração mineira, e este custo é determinado por uma série de factores.

Equipamento de extração

A compra de equipamento de extração é um custo significativo para os mineiros.

Diferentes criptomoedas têm diferentes requisitos de hardware para mineração e os custos de investimento em hardware variam de acordo com esses requisitos.

A mineração de Bitcoin, por exemplo, requer chips ASIC (Application-Specific Integrated Circuit) especialmente concebidos, que são caros mas muito eficientes.

Em contrapartida, algumas outras altcoins são mineradas utilizando GPUs(Graphics Processing Units), que são mais baratas mas menos eficientes.

Consumo de energia

A extração mineira requer quantidades significativas de energia eléctrica.

O nível de consumo de energia depende do algoritmo utilizado pela criptomoeda para a sua extração.

Os algoritmos de prova de trabalho, como o Bitcoin, requerem um poder de computação significativo e, por conseguinte, consomem grandes quantidades de energia.

Em contrapartida,os algoritmos de prova de participação, que não requerem grandes quantidades de poder de computação, consomem muito menos energia.

Custos de funcionamento

O arrefecimento, a manutenção, a ligação à Internet e outros custos operacionais necessários para as actividades de extração aumentam o custo total.

Estes custos, combinados com as recompensas da exploração mineira, determinam a viabilidade económica da exploração mineira.

Em algumas regiões onde a eletricidade é barata ou os custos de refrigeração são baixos (por exemplo, em climas mais frios), a exploração mineira pode ser mais rentável.

Mas onde a eletricidade é cara ou os custos de refrigeração são elevados, a exploração mineira pode não ser economicamente viável.