Mineração de criptomoedas: recompensas e motivações

As motivações para a mineração de criptomoedas são principalmente financeiras.

A mineração é uma atividade necessária para manter a segurança da rede e os mineiros são recompensados pelos seus esforços.

Estas recompensas assumem duas formas principais:

Recompensas por bloco

Quando um mineiro adiciona com sucesso um novo bloco à cadeia de blocos (ou seja, resolve o problema de mineração e autentica as transacções), recebe como recompensa unidades de criptomoeda recém-criadas.

Por exemplo, no caso da Bitcoin, a recompensa por bloco começou em 2009 com 50 bitcoins, que é reduzida para metade de quatro em quatro anos.

Em 2021, esta recompensa era de apenas 6,25 bitcoins.

Taxas de transação

Os remetentes das transacções (transferências) oferecem normalmente uma pequena taxa para incentivar os mineiros a incluir a sua transação no bloco seguinte.

À medida que as recompensas de bloco mencionadas no primeiro ponto diminuem, as taxas de transação tornam-se cada vez mais importantes para os mineiros.

No entanto, a extração de moeda criptográfica não se resume a recompensas.

Requer grandes investimentos em hardware, software e eletricidade, especialmente no caso de criptomoedas como a Bitcoin, em que o algoritmo de mineração de prova de trabalho exige uma capacidade de computação significativa.

Além disso, os mineiros também enfrentam a volatilidade, uma vez que o valor das criptomoedas pode flutuar muito, afectando o valor real das recompensas da extração mineira.

Por último, a motivação para a extração mineira inclui também a contribuição para redes descentralizadas e o apoio à inovação criptográfica.

Muitos mineiros acreditam nas criptomoedas como um meio de prosperidade material e de autodeterminação financeira, e a mineração de criptomoedas é uma forma de apoiar ativamente estes ideais.